Propostas para fortalecimento do SUS foram debatidas no 1° Fórum Municipal de Saúde

O 1° Fórum Municipal de Saúde de Rio Bonito reuniu mais de duzentos representantes de diversos segmentos da sociedade no Centro Administrativo da prefeitura, nesta quarta-feira, dia 10 de abril, das 9 às 16 horas. O evento, que teve como tema central Democracia e Saúde”, também debateu a saúde como direito, a consolidação e o financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS). Além disso, aconteceram vários debates em torno dos problemas e propostas levantadas pelos grupos de trabalho relacionados à saúde do município, como marcação de exames e atendimento nos postos, e da região metropolitana do Estado do Rio.

Um dos objetivos do fórum é trazer a contribuição de cada usuário, gestor, profissional de saúde e prestador, para melhorar os serviços prestados à população. Os participantes foram divididos em grupos e debateram sugestões baseadas em três eixos: Saúde como direito, financiamento do SUS e Consolidação do SUS, que também foram os principais temas das palestras, ministradas pela assistente social e especialista em saúde pública e saúde mental, Ana Célia Diniz, pelo Presidente do Conselho Municipal de Saúde de Tanguá, Rodrigo Pereira, além da enfermeira sanitarista, Teresa Cristina Abrahão. As propostas discutidas e aprovadas em plenária serão levadas para a Conferência Estadual de Saúde, no Rio de Janeiro e, posteriormente, para a 16ª Conferência Nacional de Saúde, em Brasília.

“Mais importante que as propostas é a participação da sociedade nesse processo democrático. Sabemos dos problemas enfrentados pelo SUS, mas Rio Bonito vem conseguindo manter os serviços funcionando. A UPA é um bom exemplo disso, que estamos mantendo com recursos próprios. A união faz toda a diferença, principalmente nesse momento difícil que os municípios vem enfrentando na saúde”, afirma a secretária de Saúde, Dailane Magalhães.

O legado do Sistema Único de Saúde – Mais de 75% da população brasileira tem o SUS como a única opção de assistência à saúde. Durante o fórum também foi debatido a importância do Sistema Único de Saúde e como manter o seu legado. Serviços como Sistema de hemocentro; resgate de emergências e atendimento pré-hospitalar em situações de acidentes; tratamentos de Aids; distribuição de doenças crônicas, como hipertensão e diabetes; sistemas de vacinação capazes de imunizar milhões de brasileiros em apenas um final de semana, além da expansão do programa de saúde da família e a melhoria dos indicadores de saúde, são alguns serviços que surgiram após a criação do SUS, na década de 1990.

“Mesmo com todos os problemas que estamos enfrentando com falta de recursos e com o sucateamento do SUS, vamos inaugurar cinco novas unidades de saúde. Com isso, a prefeitura de Rio Bonito vai ampliar a cobertura na Atenção Básica no município, além de dar condições para que os moradores tenham atendimento médico cada vez mais próximo das suas casas, dentro do próprio bairro em que residem”, garante o prefeito José Luiz Mandiocão.

Homenageados – Durante o Fórum, a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Roberta Dermier, homenageou os membros do conselho, que representam vários segmentos da sociedade, com uma Moção de Aplauso, como reconhecimento do município ao trabalho realizado por eles. Ainda este mês deve ser eleita e empossada a nova diretoria do conselho.

Texto: Denilson Santos

Fotos: Galileu

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Mais notícias

Centro Administrativo

Ouvidoria Municipal

Rio Bonito - RJ

20°C
Overcast clouds

Menu

Atos Oficiais

Notícias

Busca

Últimas atualizações

– Altera página inicial
– Insere link para acesso a serviços
– Insere páginas de transparência e covid-19
– Insere subdomínio https://licitacoes.riobonito.rj.gov.br/

– Insere galeria de vídeos na página inicial
– Corrige alinhamento de elementos

– Altera textos e  layout na página de estrutura