Professores participam de capacitação em primeiros socorros

O curso de Capacitação em Primeiros Socorros para os profissionais da educação foi ministrado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). O objetivo da capacitação foi passar orientações acessíveis e simplificadas sobre as principais ações passíveis de serem realizadas por qualquer pessoa que se encontra frente a uma situação de emergência nas escolas. O curso, uma parceria entre as secretarias de Educação e de Saúde, foi realizado na quarta-feira (16), no Centro Administrativo da prefeitura, na Praça Cruzeiro, e reuniu professores e auxiliares de creche e educação infantil.

Desde março deste ano, todas as escolas do Brasil devem ter professores e colaboradores capacitados em primeiros socorros. A obrigatoriedade foi estabelecida, em outubro de 2018, após a aprovação pelo Senado da Lei nº 13.722, chamada Lei Lucas, que tornou obrigatório o treinamento em primeiros socorros nos estabelecimentos de ensino básico e recreação infantil.

Segundo a Coordenadora do Departamento de Programas e Projetos, Marilene Mendes, todos os profissionais da educação devem estar capacitados. A formação de todos os profissionais da educação será ministrada pelo instrutor credenciado pelo SAMU, Fábio Ferreira de Sá.

A primeira capacitação em primeiros socorros reuniu professores, auxiliar de creche e educação infantil.

“Os cursos de primeiros socorros serão para todos os professores e pessoal de apoio que lidam com os alunos, inclusive os motoristas de transporte escolar. O objetivo do treinamento é possibilitar que os profissionais consigam agir em situações emergenciais até a chegada da assistência médica”, afirma Marilene.

O projeto estabelece que os cursos de primeiros socorros sejam ministrados por entidades municipais ou estaduais especializadas em práticas de auxílio imediato e emergencial à população.

“O conteúdo dos treinamentos é direcionado de acordo com a faixa etária do público atendido”, garante o Coordenador do SAMU de Rio Bonito, Claudionor Júnior, que também orienta os professores a disporem de kits de primeiros socorros nas escolas.

O instrutor Fábio Ferreira de Sá, ao lado da Coordenadora de Programas e Projetos da Seme, Marilene Mendes, do Coordenador do SAMU, Claudionor Junior e da Coordenadora de Educação Infantil, Nathália Guimarães.

Homenagem – O projeto recebeu o nome de Lei Lucas, em homenagem ao garoto Lucas Begalli Zamora, de 10 anos, que morreu em setembro de 2017 ao se engasgar com um lanche durante um passeio escolar. O caso aconteceu em Campinas (SP).  No local, lamentavelmente, não havia pessoas preparadas para socorrê-lo de forma rápida e adequada.

“A escola tem o papel não somente de ensinar, mas de proteger e guardar nossas crianças. Então é fundamental que os professores e outros profissionais estejam preparados para fazer isso”, afirma a secretária de Educação, Wanderlúbia Antunes.

Os próximos cursos de capacitação em primeiros socorros acontecem nos dias 29 e 31 de outubro, no Auditório do Centro Administrativo, e vai reunir professores de educação infantil.

Texto: Denilson Santos
Fotos: Junior Moraes

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Mais notícias

Centro Administrativo

Ouvidoria Municipal

Rio Bonito - RJ

16°C
Scattered clouds

Menu

Atos Oficiais

Notícias

Busca

Últimas atualizações

– Altera página inicial
– Insere link para acesso a serviços
– Insere páginas de transparência e covid-19
– Insere subdomínio https://licitacoes.riobonito.rj.gov.br/

– Insere galeria de vídeos na página inicial
– Corrige alinhamento de elementos

– Altera textos e  layout na página de estrutura