Teste do olhinho identifica problemas precoces na visão dos recém-nascidos

Não estranhe se, ainda na maternidade, o pediatra apagar as luzes, pegar uma lanterninha e apontá-la para o olho do recém-nascido. Esse é o teste do reflexo vermelho, conhecido como teste do olhinho, um exame que, por mais simples que pareça, ajuda a diagnosticar diferentes problemas oftalmológicos, como catarata e câncer no olho. A prefeitura de Rio Bonito oferece o exame gratuitamente no Ambulatório Manoel Loyola Júnior, na Mangueirinha, que é feito toda quarta-feira.

Segundo a pediatra Claudia Sandra Pereira Barbosa, médica responsável pelo teste do olhinho, durante o exame se observa, basicamente, o reflexo da luz emitida pela lanterninha no fundo do olho do bebê. Se o método acusar uma estranheza, a criança precisa ser encaminhada a um oftalmologista, que fará uma avaliação minuciosa para entender o que pode estar ocorrendo.

“Esse teste é obrigatório e deve ser feito em todos os bebês, preferencialmente, assim que nascerem. Desta forma temos como fazer o diagnóstico precoce da catarata congênita. Assim que detectamos o problema, já encaminhamos para cirurgia. O ideal é que esse exame seja feito logo após o nascimento ou em até um mês de vida da criança. Caso contrário, a criança pode apresentar algum problema, não ter tempo suficiente para fazer a cirurgia e ficar cega”, explica a pediatra.

O Ambulatório Manoel Loyola Júnior faz, em média, quinze testes toda semana. A dona de casa Renata Escudeiro Garcia, moradora do Centro, levou sua filha Esther, de 25 dias de vida, para fazer o teste nessa quarta-feira (3).

“É muito importante fazer esse teste do olhinho para verificar a saúde do bebê e tirar todas as dúvidas com a pediatra, sobre os cuidados que devemos tomar para evitar algum problema no futuro”, afirma a moradora.

Catarata congênita – As cataratas congênitas têm muitas causas. Elas podem ser hereditárias (vários tipos de doenças genéticas ou cromossômicas), estão relacionadas a distúrbios do metabolismo ou ser causadas por infecções contraídas no útero (por exemplo, a rubéola) ou ainda por outra doença da mãe durante a gestação.

As cataratas congênitas podem afetar somente um olho ou ambos. Elas podem não ser notadas a menos que um exame ocular completo seja realizado no nascimento. Os bebês com cataratas devem ser sempre avaliados por um médico especializado (oftalmologista) na avaliação e tratamento de todos os tipos de distúrbios oculares.

Texto: Denilson Santos

Foto: César Augusto Galeão

 

 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Mais notícias

Centro Administrativo

Ouvidoria Municipal

Rio Bonito - RJ

15°C
Scattered clouds

Menu

Atos Oficiais

Notícias

Busca

Últimas atualizações

– Altera página inicial
– Insere link para acesso a serviços
– Insere páginas de transparência e covid-19
– Insere subdomínio https://licitacoes.riobonito.rj.gov.br/

– Insere galeria de vídeos na página inicial
– Corrige alinhamento de elementos

– Altera textos e  layout na página de estrutura