Professores participam de curso de Agentes Ambientais

8

O Curso de Agentes Ambientais, destinado a professores da Rede Municipal, realizado em parceria entre a prefeitura de Rio Bonito, através da secretaria de Educação, e a AutoPista Fluminense, terminou nesta quinta-feira (30). O curso abordou assuntos referentes ao ecossistema, temáticas e legislação ambiental. O objetivo é de requalificar e atualizar professores e lideranças locais quanto aos conceitos e aplicações da Educação Ambiental, sensibilizando-os para os princípios ecológicos e relevância da Educação ambiental para a população em geral. O curso, que começou na segunda-feira (27), foi ministrado na sede da Secretaria de Educação.

Esse curso faz parte das atividades do Programa de Educação Ambiental referente à duplicação a Rodovia BR-101 Norte-Rj., Km 190,30 a 261,20, de Casemiro a Rio Bonito, em seu processo de licenciamento ambiental. Ao longo dos quatro dias, foram apresentados conceitos e valores da Educação Ambiental, Meio Ambiente e Biodiversidade, demonstrando de forma prática as diversas formas de trabalhar as temáticas envolvidas. A intenção é que os participantes estejam aptos a se tornarem um agente multiplicador em Educação Ambiental, seja nas suas atividades diárias em casa, no trabalho ou mesmo na escola onde atue.

“Nós mostramos para os professores as temáticas que se trabalham a educação ambiental, como água, lixo, alimentação, saneamento básico, reflorestamento, entre outros, apontando questões que fazem parte da vida cotidiana de todas as pessoas. Além disso, organizamos debates em torno das leis ambientais para que também criem projeto que defendam e preservem o meio ambiente”, explica Priscila Leonis, instrutora do curso.

Como trabalho final do curso, os professores apresentaram uma pesquisa que fizeram entre os alunos das escolas onde trabalham sobre o que elas entendem sobre problema ambiental. A Preservação da Serra do Sambê, a destinação correta do lixo, a falta de saneamento básico, foram alguns dos problemas apresentados. Além de apurar os problemas, os professores também tiveram que pensar numa atividade prática e educativa para resolver essas demandas.

“Um dos principais legados do curso é o trabalho de multiplicador. Tenho certeza de que cada profissional da educação sai daqui hoje com uma visão bem mais ampla sobre educação ambiental. Às vezes com idéias simples, como as que foram apresentadas aqui, podemos mudar a realidade de muita gente, principalmente se semearmos essas idéias no ambiente escolar, que é nosso objetivo principal”, afirma a Coordenadora de Projetos e Programas da Secretaria de Educação, Marilene Mendes.

Texto: Denilson Santos – Secom-PMRB
Fotos: Rogério Rodrigues – Secom-PMRB