Jovens e idosos participam do Projeto Vida Útil

Viver mais tempo e com muita saúde. Esse e o principal objetivo que centenas de moradores de Rio Bonito buscam diariamente com a participação no Projeto Vida Útil, criado em parceria entre as secretarias de Saúde e de Esporte e Lazer no início deste ano. O projeto conta com uma equipe multidisciplinar formada por um fisioterapeuta, um nutricionista e uma enfermeira, que orientam os alunos nas atividades físicas e recreações que acontecem em sete núcleos espalhados por diversos bairros, como Centro, Rio do Ouro, Parque Andrea, Nova Cidade, Praça Cruzeiro, Serra do Sambê e Boqueirão. Cerca de 300 pessoas, entre jovens e idosos, participam das atividades.

Além das atividades físicas regulares, o projeto também inclui momentos de lazer e recreação, como a festa junina que aconteceu no início do mês e reuniu os integrantes do núcleo que funciona no Esporte Clube Fluminense, no Centro da cidade.

“O projeto foi criado para democratizar o acesso a prática de atividade física, visando a melhoria da qualidade de vida e o bem estar físico da população, mesclando esporte e lazer. A prática de atividade física regular e  uma dieta com alimentos saudáveis, são algumas das recomendações médicas para evitar doenças, principalmente do coração”, garante a Coordenadora do Projeto Vida Útil, Ana Lúcia Ahnert Luz.

O projeto, que tem como público alvo os moradores adultos e, principalmente, os idosos do município, começou no dia 2 de abril e tem atividade todas as segundas, terças e quintas-feiras, no horário das 8 às 9:30 horas. Alguns núcleos também possuem atividades no horário da tarde.  Para participar das atividades do Projeto Vida Útil, basta o morador de Rio Bonito se dirigir a uma das unidades da Estratégia de Saúde da Família (ESF) do bairro onde ele morar e se inscrever gratuitamente. No mesmo local também é feita a avaliação médica e nutricional que são obrigatórias para participar das atividades

“Fiz uma pesquisa entre os participantes e constatei que muitas pessoas que apresentavam um histórico de pressão e colesterol altos, vida sedentária e constante indisposição, melhoraram sua condição de saúde e ficaram bem mais felizes e dispostas depois que começaram a participar do projeto”, explicou Ana Lúcia.


 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Mais notícias

Últimas atualizações

– Altera página inicial
– Insere link para acesso a serviços
– Insere páginas de transparência e covid-19
– Insere subdomínio https://licitacoes.riobonito.rj.gov.br/

– Insere galeria de vídeos na página inicial
– Corrige alinhamento de elementos

– Altera textos e  layout na página de estrutura

MENU

NOTÍCIAS

BUSCA