PROERD estimula os jovens a buscar mais qualidade de vida livre das drogas

145

Alunos de três escolas do município participaram da formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas (PROERD), elaborado pela Polícia Militar do Estado do Rio (PMERJ), nessa quinta-feira (7). A formatura, realizada na Primeira Igreja Batista, no Centro, contou com a presença do secretário de Educação Délio César Moraes, do secretário de Gestão e Ordem Pública, Marcio Soares, do Diretor do Departamento de Trânsito, Lucinei de Souza Penco, policiais militares, diretores das escolas, professores e pais de alunos, entre outros.

Durante 10 semanas, 231 estudantes do 5° ano das escolas municipais Kingston G. de Souza Motta, Raubino Pereira Mesquita e do Colégio Municipal Dr. Astério Alves de Mendonça participaram do programa, que estimula os jovens a buscar mais qualidade de vida, livre das drogas e da violência. Essa é segunda formatura do programa em Rio Bonito este ano.

O programa consiste em uma ação conjunta entre o Policial Militar devidamente capacitado, chamado Policial PROERD, educadores, estudantes, pais e a comunidade, onde se oferecem estratégias preventivas visando reforçar os fatores de proteção, em especial, que favoreçam o desenvolvimento da resistência da criança e do adolescente que pode correr o risco de se envolver com drogas e problemas de comportamento violento.

“Envolvemos cerca de 440 alunos nas duas etapas do programa realizado este ano no município. O combate às drogas é uma ação contínua que deve ser feita todos os dias nas escolas e nas casas de cada um de nós. São ensinamentos que devemos passar para os amigos, familiares e vizinhos”, afirmou a secretário de Educação.

No final da formatura, os alunos receberam um certificado de conclusão do curso, ofertado pelos policiais instrutores Arnaldo e Washington, responsáveis pelo PROERD no município.

“A manutenção desse programa é muito importante para contermos a expansão da violência no município. É através das drogas que são cometidos crimes, roubos, assaltos, seqüestros, enfim, a violência começa pelo consumo de drogas. Portanto, é fundamental que iniciativas como essas façam parte cada vez mais do cotidiano desses jovens”, garante o prefeito José Luiz Mandiocão.

Reportagem: Denilson Santos

Fotos: Galileu