Educação de Rio Bonito realiza primeiro simpósio PNAIC

Flávio Azevedo

Nessa segunda-feira (09/12), a Secretaria Municipal de Educação (SME) de Rio Bonito promoveu o primeiro simpósio do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, o PNAIC. O evento, prestigiado um volume grande profissionais de Educação, aconteceu no Espaço de Festas Ceccarelli, no Centro. O PNAIC é um compromisso assumido pelos governos dos municípios, que visa assegurar que todas as crianças do seu território estejam alfabetizadas até os oito anos de idade ou no final do 3º ano do ensino fundamental (antiga 2ª Série).

– Oferecer Educação de excelência sempre foi um desafio e um propósito dos governos no momento em que pensavam Educação. Vários projetos e programas foram criados e, agora, estamos com o PNAIC, um reforço importante para a alfabetização – disse a secretária de Educação, Lucy Teixeira, na abertura do evento.

Um dos objetivos do PNAIC é fazer os professores entenderem que a alfabetização é um processo de continuidade e que o aprendizado não está fechado unicamente no primeiro ano do Ensino Fundamental (antiga Alfabetização). De acordo com o pacto, aos oito anos, depois de três anos estudando e vencendo etapas do aprendizado, a criança precisa compreender o funcionamento do sistema de escrita, a fluência de leitura e compreender e produzir textos, mesmo que, por conta da pouca idade, ela ainda não reúna muita técnica para isso.

Em Rio Bonito, cerca de 120 profissionais de Educação se inscreveram no PNAIC, que teve a sua culminância durante o Simpósio, onde os próprios profissionais de Educação envolvidos no Pacto realizaram apresentações culturais e mostras de estratégias aprendidas e produzidas nas escolas do município. Um vídeo apresentado no inicio do Simpósio deixou nas entrelinhas a mensagem de que o aprendizado se faz com emoção, interesse, relacionamento, concentração, sensibilidade e despreocupação com as diferenças.

A estória do caroço de abacate que queria ser um grande abacateiro da noite para o dia foi apresentada pela professora Virgínia Borges. Ela ressaltou que assim como o carocinho de abacate descobriu que antes de se tornar um abacateiro carregado de frutos, ele deveria germinar, produzir caule, galhos, folhas, flores e, finalmente, os frutos, alunos e professores não podem queimar etapas na escalada do saber e do aprendizado.

Apresentações descontraídas, musicais e dinâmicas animaram o Simpósio que foi encerrado pela professora Fernanda Bezz. Para ela, a afetividade é fundamental para o aprendizado e para a conquista da confiança do aluno. “O acolhimento e a manutenção de um ambiente que deixe o aluno à vontade é um desafio para cada alfabetizador”, destacou a professora.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Mais notícias

Últimas atualizações

– Altera página inicial
– Insere link para acesso a serviços
– Insere páginas de transparência e covid-19
– Insere subdomínio https://licitacoes.riobonito.rj.gov.br/

– Insere galeria de vídeos na página inicial
– Corrige alinhamento de elementos

– Altera textos e  layout na página de estrutura

MENU

NOTÍCIAS

BUSCA